Contundente rechazo a la constitución de Raúl: sondeo de CubaData

A pesar de la represión y del uso abusivo que ha hecho ...

Aplazan para el 21 de mayo juicio a Cristina Kirchner por corrupción

Un tribunal argentino decidió este lunes aplazar para el 21 de mayo ...

La Cuba castrista salió en defensa de Venezuela y denuncia la 'invasión de EE. UU.'

El canciller cubano, Bruno Rodríguez, denunció este martes el movimiento de tropas ...

A sus 77 años, Sanders vuelve y juega por la presidencia de EE. UU.

El senador Bernie Sanders anunció este martes que se postulará a la ...

Bolsonaro assina pacote anticrime que será enviado ao Congresso Nacional

O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta terça-feira (19) três projetos com mudanças ...

Notícias: Brasil
"Fidel matou mais do que eu" O Chacal PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Lunes, 07 de Noviembre de 2011 20:59

O venezuelano "Carlos el Chacal" afirmou ter cometido mais de uma centena de ataques que deixaram de 1.500 a 2.000 mortos, apesar de não ter dado detalhes, em uma entrevista publicada neste domingo pelo jornal venezuelano El Nacional, às vésperas de seu julgamento na França.

Ao ser questionado sobre se acredita ter errado, "Carlos", na prisão há 17 anos, afirmou que apenas cometeu "erros menores" e se comparou ao líder cubano Fidel Castro, que, afirma, "matou mais gente" que ele. "O terrorismo existirá enquanto os imperialistas tiverem uma primazia mundial. Eu sou inimigo de terroristas como Estados Unidos e Israel", afirmou.

Questionado sobre as mortes de civis provocadas por suas ações, Ilich Ramírez Sánchez, apelidado de "Carlos, el Chacal", afirmou que "houve poucas": "calculei que não chegavam a 10%. Entre 1.500 e 2.000 mortos, não foram mais de 200 as vítimas civis.

"Carlos", que concedeu a entrevista em 27 e 28 de outubro por telefone na prisão parisiense de Santé, será julgado a partir de segunda-feira em Paris por quatro atentados cometidos nos anos 1980 na França, que deixaram 11 mortos.

Este será o segundo julgamento contra esta figura da luta armada pela causa palestina após ter sido condenado à prisão perpétua em 1997 pelo assassinato de dois policiais e um informante na capital francesa em 1975. O venezuelano, 62 anos, afirmou também ao jornal que sob sua "coordenação" foram cometidos "mais de 100" ataques, que segundo ele foram "muito bem executados", mas dos quais não dá mais detalhes.

Por outro lado, o venezuelano declarou ter sido vítima do "roubo" da ajuda econômica que o governo do presidente Hugo Chávez teria aprovado a seu favor. "Me sabotaram. Me roubaram a ajuda que me enviaram da Venezuela ao menos duas vezes", denunciou "Carlos", que apontou particularmente o embaixador venezuelano na França, Jesus Arnáldo Pérez.

Em declarações ao El Nacional, o embaixador desmentiu as acusações e disse que Caracas presta "ajuda humanitária" ao preso. Paralelamente, "Carlos" mostrou-se convencido de que será libertado e que então se unirá ao governo de Chávez para "ajudar a vigiar com as armas". Para o condenado, Chávez é o "único caso na História da humanidade no qual um caudilho militar, que tem o povo a seu favor, não gosta de sangue". "Não se pode fazer uma revolução de forma pacífica", disse.

Última actualización el Lunes, 07 de Noviembre de 2011 21:09
 
Chávez anuncia visita de Lula PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 28 de Octubre de 2011 13:22

O líder da Venezuela, Hugo Chávez, anunciou a visita do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no dia 11 de novembro e disse ter formado um "bom grupo" com o brasileiro e com o falecido ex-mandatário argentino Néstor Kirchner.

"Hoje falei com Lula, que vem nos visitar em 11 de novembro", indicou Chávez em uma comunicação por telefone com a emissora estatal de televisão. "Lula está fazendo aniversário, assim como hoje se completa o primeiro ano de morte de Néstor Kirchner. Que viva Kirchner!", gritou o presidente venezuelano.

"Lula, Kirchner e eu formamos um trio, um bom grupo. Quantas reuniões, quantas discussões, quantas batalhas", assinalou Chávez, que recebeu a visita de Lula em 2 de junho para debater termas como a situação política internacional e "assuntos humanos".

A Argentina lembrou nesta quinta-feira com várias homenagens o primeiro aniversário da morte do ex-presidente Kirchner, cujos restos mortais foram transferidos para um imponente mausoléu em sua cidade natal durante uma cerimônia íntima liderada por sua esposa e sucessora, Cristina Kirchner.

Última actualización el Viernes, 28 de Octubre de 2011 13:26
 
Cuba: Kadafi fue "asesinado" PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 21 de Octubre de 2011 22:54
TELEDIARIO AFIRMA QUE KADAFI "FUE ASESINADO"

LA HABANA, 20 (ANSA) - El telediario cubano del mediodía anunció hoy que el coronel libio Muammar Kadafi "fue asesinado" tras ser capturado vivo, y transmitió imágenes de la cadena Telesur que, aseguró un locutor, lo prueban.
La grabación de video muestra imágenes, a veces confusas, en las cuales Kadafi camina entre captores y después se lo ve cuando es obligado a montar en un vehículo.
La noticia de la muerte de Kadafi fue, hasta el momento, publicada por ese noticiero de la televisión nacional y el sitio en Internet Cubadebate cuyo titular es "Insurgentes confirman muerte de líder libio; fue asesinado, dice médico".
Hasta el momento ninguna fuente oficial cubana comentó el hecho. DFB
20/10/2011 21:38

 
Cuba: Dissidente Fariñas foi liberado PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Sábado, 05 de Noviembre de 2011 12:59

Cuba: Dissidente Fariñas libertado sem quaisquer procedimentos

De Natal Vaz (LUSA)

Havana, 03 nov (Lusa) -- O dissidente cubano Guillermo Fariñas foi hoje libertado sem quaisquer procedimentos, em Santa Clara, depois de ter estado detido dois dias numa esquadra, no seguimento de um incidente à entrada de um hospital, disse o próprio à EFE.

Em contacto telefónico, Fariñas afirmou que foi na terça-feira ao hospital Arnaldo Milián Castro para visitar o opositor Alcides Rivera, ali internado devido a problemas resultantes de uma greve de fome de mais de um mês.

Fariñas tentou entrar, exibindo o seu cartão de psicólogo, mas um grupo de vigilantes "em atitude hostil" disseram-lhe que não o deixavam passar.

Última actualización el Sábado, 05 de Noviembre de 2011 13:04
 
Chávez: Expectativa de vida até 2 anos PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Domingo, 23 de Octubre de 2011 13:10

O médico Salvador Navarrete, ex-integrante de uma equipe que cuidou da saúde de Hugo Chávez, afirmou à revista mexicana "Milenio" que o presidente venezuelano tem um tumor muito agressivo na pélvis, e sua expectativa de vida pode chegar a até dois anos.

"A informação que eu tenho da família é de que ele tem um sarcoma, um tumor de prognóstico muito ruim e estou quase certo de que essa é a realidade", disse o médico venezuelano.

Navarrete afirma que integrou a equipe de três médicos venezuelanos que cuidou da saúde de Chávez durante alguns anos no Palácio de Miraflores, antes que ele fosse diagnosticado com câncer e começasse a ser atendido por médicos cubanos.

"Quando digo que a previsão não é boa significa que a expectativa de vida pode ser de até dois anos. Isto explica a decisão de antecipar as eleições", disse Navarrete à revista.

Sobre a razão de Chávez ter decidido se tratar com médicos cubanos, Naverrete disse:"'na Venezuela o presidente Chávez não confia em ninguém, só nos cubanos". De acordo com o médico, Chávez assumiu esta atitude depois do golpe de Estado contra ele.

Última actualización el Domingo, 23 de Octubre de 2011 13:13
 
«InicioPrev731732733734735736737738739740PróximoFin»

Página 735 de 749