Díaz-Canel "tranca el dominó": diálogo solo si es 'por el socialismo y para todo lo que sea por la R

Miguel Díaz-Canel, vestido con un pulóver de la bandera cubana, presidió el domingo ...

Entre acosos y amenazas de muerte: así vive la jugadora que se negó a realizar el minuto de silencio

El nombre de Paula Dapena, jugadora del club Viajes Interrías FF (3ª ...

Cómo opera CEIEC, la empresa estatal china que ayuda a la dictadura de Nicolás Maduro a censurar med

Estados Unidos sancionó este lunes a la empresa tecnológica Corporación China de ...

Armas controladas por satélite: cómo fue el operativo contra Mohsen Fakhrizadeh, el líder del plan n

Un importante funcionario iraní de seguridad dijo este lunes que Israel utilizó ...

Os recados das eleições municipais para 2022, Por Carlos Eduardo Borenstein

Embora as eleições municipais tenham seus resultados mais impactados pela lógica local, ...

Trégua de Lula e Ciro Gomes gerou reação positiva de esquerdistas no Twitter PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Sábado, 31 de Octubre de 2020 00:40

A paz selada entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), após ruptura em 2018, teve repercussão positiva no Twitter nesta quinta-feira: 69% das menções na plataforma, feitas por perfis esquerdistas, comemoraram a trégua. Os dados analisados pela consultoria Arquimedes e obtidos pelo Sonar mostram que os 31% restantes, de contas da direita, adotaram um tom crítico e irônico para a união que, ao que tudo indica, ambiciona a corrida presidencial de 2022.

Lula recebeu a visita do governador do Ceará, Camilo Santana, e de Ciro Gomes no Hospital Sírio Libanês em São Paulo

A Arquimedes analisou mais de 11 mil menções feitas no Twitter a Lula e Ciro, publicadas entre meia-noite e 15h desta quinta-feira. Após a reportagem publicada pelo GLOBO, mostrando a conversa que Lula e Ciro tiveram no começo de setembro, na sede do Instituto Lula, a hashtag #LulaeCiro permaneceu como a mais citada pelos usuários da plataforma durante toda a manhã.

 

Ciro fez as "pazes" com Lula e já mostra serviço. Não ficou indignado com o petrolão, com a quadrilha petista destruindo a estatal, mas chama de roubo pagar dividendos aos acionistas. Mete um processo nesse vagabundo, Roberto Castello Branco!!!

 

O encontro entre Lula e Ciro foi a melhor notícia do ano para o campo progressista. As torcidas correram para tentar justificar a reunião como uma suposta “rendição” de um deles. Surgiram exigências estapafúrdias. Bobagem maior não há.

A união entre as duas principais lideranças do campo popular e democrático teria um efeito avassalador. O polo formado seria capaz de reacender o ativo mais importante na política: a expectativa de poder.

Lula, Ciro e a unidade no primeiro turno

Por Ricardo Cappelli Em 30 out, 2020 - 10:13 Última Atualização 30 out, 2020 - 10:19

Reaproximação de Lula e Ciro desagrada ao PT no Ceará

Selada a unidade, a possibilidade de voltar a dialogar e atrair setores de centro seria real. A construção de uma Frente Ampla nucleada pela esquerda voltaria a ser factível.

Bolsonaro faz um governo criminoso, genocida, cercado por aves de rapina. Já está claro para o mercado a falência deste projeto. O dólar explodiu, a Bolsa despencou e os juros futuros sinalizam grande desconfiança.

A economia deve se arrastar de forma sofrível até 2022. Já são mais de 20 milhões de desempregados e desalentados. As ruas das grandes cidades viraram o dormitório de milhares de pessoas.

O capitão irá enfrentar após as eleições um dilema: neoliberalismo tardio ou popularidade? Teto de gastos ou Renda Brasil? Guedes ou Marinho?

Vivemos uma crise sanitária gravíssima. Bolsonaro colocou no orçamento de 2021 recursos para a compra de vacinas para menos da metade da população. Um crime humanitário.

Neste cenário sombrio, por que o presidente continua “surfando”? Simples, não existe oposição. O "telecatch" nas eleições municipais entre candidatos da esquerda, numa disputa inacreditável pela hegemonia da derrota, é autoexplicativo.

Ainda é possível impor uma derrota à direita no dia 15 de novembro. Nunca é tarde para fazer história. A esquerda pode ir ao segundo turno nas capitais, polarizando o debate político no país.

Como? Faça as contas. Uma soma simples, aritmética. Está claro que, se houver unidade, os candidatos do campo vão ao segundo turno em São Paulo e no Rio, por exemplo.

Até o dia 8 de novembro todos os candidatos deveriam retirar suas candidaturas e declarar apoio ao candidato progressista mais bem colocado nas pesquisas. Este movimento geraria um fato nacional, simbólico, criando uma onda política descomunal.

Os candidatos mais bem colocados chegariam ao segundo turno crescendo, na ofensiva, polarizando com Bolsonaro. O Brasil seria sacudido, de norte a sul. Derrotar o fascismo impõe medidas excepcionais, corajosas, ousadas.

Lula e Ciro possuem autoridade política e liderança para mudar completamente o cenário destas eleições. Carlos Lupi(PDT), Gleisi Hoffmann(PT), Luciana Santos(PCdoB), Carlos Siqueira(PSB) e Juliano Medeiros(Psol) devem isso aos brasileiros.

Sonho? De que vale a política se não for para realizar o possível e o impossível?

Lula e Ciro. É possível reacender a esperança no coração dos brasileiros.

P.S.: escrevo este artigo no meu 27° dia de covid. Não transmito mais, mas continuo com sintomas fortes, febre, enjoo e dor de cabeça. Uma doença violenta promove nosso encontro com a finitude da existência. A vida é curta, e não permite mesquinharias. Só os grandes serão lembrados por toda a eternidade.

Frente ampla para derrotar o arbítrio. É pouco?

Última actualización el Sábado, 07 de Noviembre de 2020 01:14
 

Add comment


Security code
Refresh

Y la chispa prendió...

Indicado en la materia

Por YOANI SÁNCHEZ.- A oscuras por momentos o solo con las luces de los teléfonos móviles iluminando sus rostros, cientos de artistas se plantaron hasta la madrugada de este sábado frente el Mi...

La Habana, cara y espejo de la "involuci

Indicado en la materia

Por ROBERTO ÁLVAREZ QUIÑONES.-  Fue Cicerón quien dijo hace más de 2.000 años que "la cara es el espejo del alma". Parafraseando al ilustre romano, La Habana es la cara y espejo  ...

¿Dónde están Arantxa y demás tontos útil

Indicado en la materia

Por YOANI SÁNCHEZ.- Con tono desenfadado y bajo el sol del verano habanero, la politóloga española Arantxa Tirado grabó un video el pasado año donde explicaba las maravillas de la economía cubana qu...

Reforma salarial en Cuba: preparémonos p

Indicado en la materia

Por RAFAELA CRUZ.- No hace un mes, las autoridades anunciaron que, dentro de la "Tarea Ordenamiento", habría una histórica reforma que pretende enderezar la pirámide salarial. Cuba dejaría de ser el único ri...

La futura política de Biden hacia Cuba

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  No existe ambiente crítico dentro del partido demócrata hacia la dictadura cubana, sino más bien admiración, respeto y deseos de imitar algunas de sus medidas socialistas, como un...

Cuba: Elecciones en EUA, ¿Biden o Trump?

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Biden no tiene ningún equipo de cubanos analizando su futura política hacia Cuba. Lo más probable es que Biden salde su deuda con la extrema izquierda del pa...

Crónica de una elección complicada: La v

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  En una galaxia lejana, érase una vez un planeta potable, con un país orgulloso por mérito propio, con un sistema político impecable, con dos partidos grandes que, si...