Una salida económica para el actual desastre cubano Por Jorge Hernández Fonseca

Estados Unidos comercializa su gasolina mezclada con un 10% de etanol, con ...

México: Un nuevo sismo, el mismo día del trágico de 1985, alimenta los peores fantasmas

Como una macabra pesadilla que se repite, los mexicanos viven conmocionados tras ...

Evo Morales quiere cambiar las leyes para gobernar hasta 2025

Opositores bolivianos tildaron este martes de "golpe" a la democracia la petición del partido ...

Trump invita a líderes de Brasil, Colombia y Perú a debatir crisis en Venezuela

Estados Unidos, Brasil, Colombia y Perú son férreos críticos del Gobierno del ve...

CHEFE DO EXÉRCITO DESCARTA PUNIÇÃO A MOURÃO E ADMITE INTERVENÇÃO CONTRA O CAOS

Comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, disse que o general Antonio ...

Cuba critica pressão dos EUA para mudanças de sistema comunista na ilha PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Lunes, 19 de Junio de 2017 11:21

O governo cubano criticou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de tentar rever o acordo assinado com o país pelo antecessor, Barack Obama, em comunicado divulgado nesta sexta-feira (16). Cuba afirmou que qualquer estratégia para mudar o sistema na ilha está "condenada ao fracasso" e que os EUA não estão em condições de dar licções sobre direitos humanos, mas disse que o país pretende seguir dialogando com o vizinho.

Resultado de imagem para Cuba critica pressão dos EUA para mudanças de sistema na ilha

A declaração foi difundida simultaneamente pelo regime comandado por Raúl Castro em todos os veículos de comunicação estatais. "Qualquer estratégia voltada para mudar o sistema político, econômico e social em Cuba, que pretenda alcançar através de pressões e imposições - ou empregando métodos mais sutis -, estará condenada ao fracasso", diz o texto veiculado como primeira reação cubano ao posicionamento de Washington.

 

Trump anunciou que "cancelará" o acordo de reaproximação entre Washington e Havana feito por Barack Obama em 2014. O presidente americano não explicou exatamente as mudanças em sua fala, mas algumas das medidas implementadas pela administração anterior devem ser mantidas.

O texto sustenta que as mudanças que sejam necessárias para Cuba, como as que estão sendo realizadas agora, como parte do processo de atualização do modelo econômico e socialista na ilha, "seguirão sendo decididas soberanamente" pelo povo cubano.

"Assumiremos qualquer risco e continuaremos firmes e seguros na construção de uma nação soberana, independente, socialista, democrática, próspera e sustentável", afirma o governo.

A declaração diz que Trump esteve, mais uma vez, "mal assessorado" ao tomar decisões que favorecem os interesses políticos de uma "minoria extremista" de origem cubana, residente no estado da Flórida - que, por "motivações mesquinhas", não desiste da pretensão de castigar Cuba e a sua população.

Na questão dos direitos humanos, Cuba diz rejeitar a "manipulação com fins políticos", afirmando que os cidadãos do país "desfrutam de direitos e liberdades fundamentais", como acesso à saúde, à educação, à previdência social, a salários iguais, a direitos das crianças, à alimentação, à paz e ao desenvolvimento.

"Os EUA não estão em condições de nos dar lições", diz o texto, que destaca o grande número de casos de assassinatos, abusos policiais e discriminação racial nos Estados Unidos. Apesar das críticas, Cuba garante estar disposta a continuar um diálogo "respeitoso", além da cooperação em temas de interesse mútuo e da negociação de assuntos bilaterais "pendentes" com o governo americano, mas não a realizar concessões que possam ferir sua soberania e independência.

G1 GLOBO

Última actualización el Jueves, 22 de Junio de 2017 12:29
 

Add comment


Security code
Refresh

Luisa Ortega Díaz, la verdadera fiscal g

Indicado en la materia

Por: Dr. Alberto Roteta Dorado.- Naples. Estados Unidos.- Si José Martí hubiera vivido en estos tiempos, o si la Dra. Luisa Ortega Díaz, la valiente fiscal general de Venezuela – ...

Elián, el niño tótem

Indicado en la materia

Por FRANCISCO ALMAGRO DOMÍNGUEZ.-  La cadena de noticias CNN ha coproducido el documental Elián, trasmitido el jueves 24 de agosto, y proyectada su retrasmisión para el viernes de esa misma semana. El fi...

La coherencia de la intelligentsia cuban

Indicado en la materia

Por Santiago Cardenas.- La intelligentsia cubana en el exilio ha sido coherente con su pueblo. Ha adversado al marxismo y  durante seis decenios, con errores y virtudes, ha hecho propuestas  ...

Solidaridad hacia venezolanos Vs. indife

Indicado en la materia

Por: Dr. Alberto Roteta Dorado.- Naples. Estados Unidos.- La comunidad internacional está dando grandes muestras de solidaridad hacia el pueblo venezolano que sufre una crítica situación como consecuencia del gran ...

El marxismo, una religión sin ética

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  La aplicación del marxismo en Latinoamérica nos muestra su verdadero rostro: Cuba, país próspero antes de la revolución marxista, convertido en un país miserable. Venezuela, el país má...

Lula da Silva condenado: ¿justicia o ven

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  n Brasil se sabe que fue Lula quien originó el mayor escándalo internacional de corrupción llevando la constructora Odebrecht a Latinoamérica (entre ellos a Cuba para hacer el...

Trump cambia la política norteamericana

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Donald Trump enmienda el camino torcido iniciado por Obama al negociar con Raúl Castro haciéndole concesiones sin pedir nada a cambio. En este sentido --y a pesar ...