ENTREVISTA: Con Montaner, hablando de 'El Presidente' Por CAMILO LORET DE MOLA

Carlos Alberto Montaner es sin duda una de las personalidades cubanas más ...

Panamá cree que sus lazos con China fomentarán el diálogo entre Washington y La Habana

El presidente de Panamá, Juan Carlos Varela, cree que los lazos diplomáticos que ...

Rajoy recibe a Ledezma y le transmite el compromiso de Madrid con la democracia en Venezuela

El presidente del Gobierno español, Mariano Rajoy, recibió este sábado al opositor venezolano Antonio ...

Mugabe, destituido como líder del partido gobernante en Zimbabue

El Comité Central del partido del presidente de Zimbabue, Robert Mugabe, la Unión ...

Chilenos elegem o sucessor da presidente Michelle Bachelet hoje

Os chilenos vão às urnas neste domingo para encolher entre as propostas ...

Cuba critica pressão dos EUA para mudanças de sistema comunista na ilha PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Lunes, 19 de Junio de 2017 11:21

O governo cubano criticou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de tentar rever o acordo assinado com o país pelo antecessor, Barack Obama, em comunicado divulgado nesta sexta-feira (16). Cuba afirmou que qualquer estratégia para mudar o sistema na ilha está "condenada ao fracasso" e que os EUA não estão em condições de dar licções sobre direitos humanos, mas disse que o país pretende seguir dialogando com o vizinho.

Resultado de imagem para Cuba critica pressão dos EUA para mudanças de sistema na ilha

A declaração foi difundida simultaneamente pelo regime comandado por Raúl Castro em todos os veículos de comunicação estatais. "Qualquer estratégia voltada para mudar o sistema político, econômico e social em Cuba, que pretenda alcançar através de pressões e imposições - ou empregando métodos mais sutis -, estará condenada ao fracasso", diz o texto veiculado como primeira reação cubano ao posicionamento de Washington.

 

Trump anunciou que "cancelará" o acordo de reaproximação entre Washington e Havana feito por Barack Obama em 2014. O presidente americano não explicou exatamente as mudanças em sua fala, mas algumas das medidas implementadas pela administração anterior devem ser mantidas.

O texto sustenta que as mudanças que sejam necessárias para Cuba, como as que estão sendo realizadas agora, como parte do processo de atualização do modelo econômico e socialista na ilha, "seguirão sendo decididas soberanamente" pelo povo cubano.

"Assumiremos qualquer risco e continuaremos firmes e seguros na construção de uma nação soberana, independente, socialista, democrática, próspera e sustentável", afirma o governo.

A declaração diz que Trump esteve, mais uma vez, "mal assessorado" ao tomar decisões que favorecem os interesses políticos de uma "minoria extremista" de origem cubana, residente no estado da Flórida - que, por "motivações mesquinhas", não desiste da pretensão de castigar Cuba e a sua população.

Na questão dos direitos humanos, Cuba diz rejeitar a "manipulação com fins políticos", afirmando que os cidadãos do país "desfrutam de direitos e liberdades fundamentais", como acesso à saúde, à educação, à previdência social, a salários iguais, a direitos das crianças, à alimentação, à paz e ao desenvolvimento.

"Os EUA não estão em condições de nos dar lições", diz o texto, que destaca o grande número de casos de assassinatos, abusos policiais e discriminação racial nos Estados Unidos. Apesar das críticas, Cuba garante estar disposta a continuar um diálogo "respeitoso", além da cooperação em temas de interesse mútuo e da negociação de assuntos bilaterais "pendentes" com o governo americano, mas não a realizar concessões que possam ferir sua soberania e independência.

G1 GLOBO

Última actualización el Jueves, 22 de Junio de 2017 12:29
 

Add comment


Security code
Refresh

UNEAC, acta de defunción

Indicado en la materia

Por JOSÉ PRATS SARIOL.-  La otrora atractiva Unión de Escritores y Artistas de Cuba (UNEAC) languidece por su inoperancia, desprestigio y falta de recursos; a pesar de que ejerce una penosa labor co...

LA NUEVA OPOSICION : MUY EXITOSA EN NUE

Indicado en la materia

Por Santiago Cárdenas.- Los  Marcell Felipe, Rosa  Payá, Orlando Gutiérrez - Boronet, Andres  Reynaldo,  Juan ManuelCao, Gustavo Morell- Ruiz, Marco  Rubio, Carlos Curbelo, Lilo Vilaplana y muchos otros se nos ...

El socialismo, su total derrota no signi

Indicado en la materia

Por: Dr. Alberto Roteta Dorado.- Del mismo modo, y siguiendo los pasos de la URSS y Europa Oriental, el socialismo se fue desmoronando en América Latina. Hoy solo quedan naciones ...

La revolución bolchevique: un siglo de f

Indicado en la materia

Por CARLOS A. MONTANER.-  Hace 100 años triunfó la revolución bolchevique en Rusia. Para quien quiera entender qué sucedió y cómo, todo lo que debe hacer es leer Lenin y el totalitarismo (D...

ATAQUES SÓNICOS EN LA HABANA: UNA HIPÓTE

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  El análisis lo haré sobre la base de la siguiente pista: ¿quién se beneficiaría de la crisis que estos ataques provocarían? Con esta premisa deducimos que hay do...

Una salida económica para el actual desa

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Estados Unidos comercializa su gasolina mezclada con un 10% de etanol, con intenciones de elevar la mezcla hasta un 15% de etanol; Brasil lo hace con un ...

EL FRACASO DEL CASTRO-SOCIALISMO

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  En una sociedad libre, si el estado decide que los recursos disponibles los va a dedicar al sector del turismo extranjero, debe haber libertad para que el re...