Las Damas de Blanco piden a la diplomacia de Surinam ayuda para sus tres miembros varadas en ese paí

Las Damas de Blanco pidieron este viernes a los representantes diplomáticos de Surinam en ...

Brasil paga 20 millones de dólares por el trabajo de médicos cubanos en Haití

El primer ministro de Haití, Jack Guy Lafrontant, recibió hoy a los ministros ...

Caracas: Un muerto y varios heridos en enfrentamientos entre policías y opositores

Decenas de manifestantes, la mayoría de ellos encapuchados, se enfrentaron a agentes de...

Apoyada por Donald Trump, republicana gana emblemática elección para dirimir escaño congresional de

"Esta noche estoy ante ustedes, extraordinariamente humilde y honrada por el enorme pr...

Lula a um passo da condenação

Mais do que nunca, os olhares do mundo político e jurídico estão ...

Cuba critica pressão dos EUA para mudanças de sistema comunista na ilha PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Lunes, 19 de Junio de 2017 11:21

O governo cubano criticou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de tentar rever o acordo assinado com o país pelo antecessor, Barack Obama, em comunicado divulgado nesta sexta-feira (16). Cuba afirmou que qualquer estratégia para mudar o sistema na ilha está "condenada ao fracasso" e que os EUA não estão em condições de dar licções sobre direitos humanos, mas disse que o país pretende seguir dialogando com o vizinho.

Resultado de imagem para Cuba critica pressão dos EUA para mudanças de sistema na ilha

A declaração foi difundida simultaneamente pelo regime comandado por Raúl Castro em todos os veículos de comunicação estatais. "Qualquer estratégia voltada para mudar o sistema político, econômico e social em Cuba, que pretenda alcançar através de pressões e imposições - ou empregando métodos mais sutis -, estará condenada ao fracasso", diz o texto veiculado como primeira reação cubano ao posicionamento de Washington.

 

Trump anunciou que "cancelará" o acordo de reaproximação entre Washington e Havana feito por Barack Obama em 2014. O presidente americano não explicou exatamente as mudanças em sua fala, mas algumas das medidas implementadas pela administração anterior devem ser mantidas.

O texto sustenta que as mudanças que sejam necessárias para Cuba, como as que estão sendo realizadas agora, como parte do processo de atualização do modelo econômico e socialista na ilha, "seguirão sendo decididas soberanamente" pelo povo cubano.

"Assumiremos qualquer risco e continuaremos firmes e seguros na construção de uma nação soberana, independente, socialista, democrática, próspera e sustentável", afirma o governo.

A declaração diz que Trump esteve, mais uma vez, "mal assessorado" ao tomar decisões que favorecem os interesses políticos de uma "minoria extremista" de origem cubana, residente no estado da Flórida - que, por "motivações mesquinhas", não desiste da pretensão de castigar Cuba e a sua população.

Na questão dos direitos humanos, Cuba diz rejeitar a "manipulação com fins políticos", afirmando que os cidadãos do país "desfrutam de direitos e liberdades fundamentais", como acesso à saúde, à educação, à previdência social, a salários iguais, a direitos das crianças, à alimentação, à paz e ao desenvolvimento.

"Os EUA não estão em condições de nos dar lições", diz o texto, que destaca o grande número de casos de assassinatos, abusos policiais e discriminação racial nos Estados Unidos. Apesar das críticas, Cuba garante estar disposta a continuar um diálogo "respeitoso", além da cooperação em temas de interesse mútuo e da negociação de assuntos bilaterais "pendentes" com o governo americano, mas não a realizar concessões que possam ferir sua soberania e independência.

G1 GLOBO

Última actualización el Jueves, 22 de Junio de 2017 12:29
 

Add comment


Security code
Refresh

Trump cambia la política norteamericana

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Donald Trump enmienda el camino torcido iniciado por Obama al negociar con Raúl Castro haciéndole concesiones sin pedir nada a cambio. En este sentido --y a pesar ...

Trump y su nueva política cubana

Indicado en la materia

Por CARLOS ALBERTO MONTANER.-  El presidente Donald Trump se propone modificar y endurecer la política de Barack Obama con relación a Cuba. Obama, que acertó en ciertos aspectos sociales de su po...

Las culpas de Trump

Indicado en la materia

Por ARMANDO CHAGUACEDA.- El anuncio del presidente Donald Trump acerca de la revisión de la política hacia Cuba causó enorme revuelo. Pese a lo limitado de su alcance —en cuanto a afectación ...

Che Guevara, el misterio de una inmereci

Indicado en la materia

Por: Dr. Alberto Roteta Dorado.- Naples. Estados Unidos.- Por estos convulsos días de atentados terroristas y atroz represión en Venezuela la figura del Che Guevara vuelve a ser noticia. ...

Un tercer partido en Estados Unidos

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca Aparentemente, las bondades del bipartidismo han comenzado a agotarse. Si bien un escenario político de demasiados partidos es poco funcional, la presencia de un tercer partido fuerte ...

Cuba 2017: Trump, Raúl y el problema cub

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Se estima que Trump, respecto a Cuba, va a hacer presión en dos puntos: cambios profundos en la economía y respeto a los Derechos Humanos. Los cambios en...

Los misiles Tomahawk de Donald Trump

Indicado en la materia

  Por Jorge Hernández Fonseca.-  Hubo un resultado en política doméstica que sin dudas el presidente Trump atesora desde el bombardeo y es que se ha desmarcado de la acusación de responder ...