Granma ejecuta el linchamiento moral de Ariel Ruiz Urquiola por su valiente alegato en Ginebra

La participación del biólogo y activista cubano Ariel Ruiz Urquiola en el 44º ...

Brasil autorizó ensayos de una vacuna contra el COVID-19 producida por una empresa china

Brasil, epicentro latinoamericano de la pandemia, aprobó los ensayos de la potencial ...

Juan Guaidó se reunió con parlamentarios regionales y aseguró que la comunidad internacional “no val

El presidente de la Asamblea Nacional y mandatario encargado de Venezuela, Juan ...

Sunetra Gupta, epidemióloga de Oxford: “La cuarentena no es una respuesta solidaria porque hay muchí

Sunetra Gupta es un personaje que se resiste a las clasificaciones. Nació ...

Bolsonaro almoça com embaixador americano para comemorar independência dos EUA e elogia discurso de

O presidente Jair Bolsonaro repetiu o gesto feito no ano anterior e ...

Notícias: Brasil
Almagro responde acusações de Cuba e diz que não ouviu críticas (da ilha) a Trump PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 24 de Febrero de 2017 14:25

Washington, 23 fev (EFE).- O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, disse nesta quinta-feira que não ouviu críticas dos governos de Cuba e da Venezuela em relação ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Resultado de imagem para luis almagro rosa maria paya

"Não escutei eles criticando Trump. E, sejamos sinceros, a OEA leva uma vantagem bastante grande nesse sentido", afirmou Almagro hoje, em Washington, em entrevista à Agência Efe. As declarações foram uma resposta do ex-chanceler uruguaio a Cuba, que acusou a OEA de manter um "silêncio cúmplice" enquanto "se expandem no hemisfério ideias isolacionistas e protecionistas, de deterioração ambiental, de discriminação religiosa e racial, de insegurança e a repressão brutal".

 
STF rejeita pedido da AGU e mantém votação do impeachment no domingo PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 15 de Abril de 2016 11:14

Supremo Tribunal Federal (STF) convocou sessão extraordinária nesta quinta-feira (14) para julgar cinco ações sobre a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Câmara dos Deputados. Os pedidos tentavam suspender ou alterar a ordem da votação estabelecida pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), mas foram negados.

José Eduardo Cardozo no julgamento no STF, Supremo (Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo)

Com isso, a votação continua marcada para o domingo (17) e a forma e a ordem definidas por Cunha estão mantidas. Haverá alternância na votação entre bancadas estaduais, começando por uma da região Norte, seguida por outra do Sul e vice-versa. Votarão primeiro todos os deputados de Roraima e depois os do Rio Grande do Sul.

Última actualización el Miércoles, 20 de Abril de 2016 21:22
 
Cuba diz que progressos foram feitos em negociações com EUA PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Sábado, 28 de Febrero de 2015 01:16

WASHINGTON (Reuters) - A chefe da delegação de Cuba para as negociações de normalização das relações com os Estados Unidos disse que progressos foram feitos nas reuniões em Washington nesta sexta-feira, mas nenhuma data foi fixada para o restabelecimento dos laços diplomáticos entre os dois antigos inimigos.

Josefina Vidal (D), da delegação cubana, participa de reunião em Washington. 27/02/2015.  REUTERS/Gary Cameron

Sem dar uma data para a retomada das relações formais, Josefina Vidal, chefe da divisão norte-americana do Ministério das Relações Exteriores de Cuba, disse a repórteres: "Estamos confiantes de que dentro das próximas semanas vamos ver progressos."

 
Chanel leva luxo a Cuba em desfile histórico que exclui os próprios cubanos PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 06 de Mayo de 2016 11:44

a

Última actualización el Viernes, 06 de Mayo de 2016 11:55
 
Opositor venezuelano Leopoldo López condenado a 13 anos de prisão PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 11 de Septiembre de 2015 10:39

Image result for Opositor venezolano Leopoldo López condenado a 13 anos de prisão

Leopoldo López, um dos principais opositores do Governo venezuelano, preso desde Fevereiro de 2014, foi condenado a mais de 13 anos de prisão, por participação e instigação à violência em manifestações que abalaram o país, na sequência das quais morreram 43 pessoas e centenas de outras ficaram feridas.

A pena é exactamente de 13 anos, 9 meses, 7 dias e 12 horas, que cumprirá na prisão militar de Ramo Verde, onde está depois de ter sido detido, no início do ano passado.

 
«InicioPrev12345678910PróximoFin»

Página 2 de 823