La dictadura castrista pide a la ONU cancelar la presentación de una campaña por los presos político

El régimen cubano se quejó este domingo del lanzamiento de una campaña ...

La ONU pide a países latinoamericanos que ayuden a refugiados de Venezuela

"Nuestro consejo a todos los Gobiernos de la región es que sean lo...

Policía de Nicaragua advierte que toda movilización requiere de su "permiso"

Esta es la segunda ocasión en dos semanas en que la Policía ni...

Trump elogia a Turquía por liberación de religioso estadounidense

"Este es un paso tremendo para tener el tipo de relación con Tu...

Nova pesquisa BTG Pactual mostra Bolsonaro 59% x 41% Haddad

A pesquisa do BTG, realizada no fim de semana, mostra Jair Bolsonaro ...

Notícias: Brasil
Comissão de Relações Exteriores do Senado brasileiro fica dividida respeito à ditadura cubana PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Jueves, 22 de Marzo de 2012 22:49

O senador Pedro Simon afirmou que o pedido do fim do embargo só faria sentido com a aprovação do pedido de liberação de presos. "Querem o fim do embargo, mas em Cuba está tudo bem?", questionou Simon.

A Comissão de Relações Exteriores do Senado decidiu nesta quinta-feira pedir aos Estados Unidos para suspender o bloqueio econômico a Cuba e fechar a prisão de Guantánamo. Sob a liderança de senadores do PSOL e PCdoB, os integrantes da comissão também rejeitaram outra proposta que solicitava ao governo cubano a concessão de indulto aos presos políticos do país. Os dois pedidos são de autoria do senador Eduardo Suplicy (PT-SP).

O requerimento rejeitado pela CRE também previa autorização para a blogueira cubana Yoani Sánchez viajar para outros países --já que é proibida pelo governo de deixar o país. Apenas três senadores, dos dez que apoiaram o primeiro requerimento, apoiaram a aprovação do segundo. O texto tem ainda que ser aprovado pelo plenário do Senado.

O senador Pedro Simon (PMDB-RS) criticou o recuo ao afirmar que o pedido do fim do embargo só faria sentido com a aprovação do segundo requerimento. "Quer dizer então que querem o fim do embargo mas em Cuba está tudo bem?", questionou Simon.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) questionou o trabalho da blogueira cubana ao levantar suspeitas sobre possíveis financiadores de suas mensagens contrárias ao regime de Cuba. Ela disse que ajudou a derrubar o requerimento por considerar que o governo brasileiro não deve interferir nas "questões internas" cubanas.

Suplicy criticou a aprovação de apenas parte dos seus pedidos. E protestou contra o tratamento que vem recebendo da Embaixada de Cuba no Brasil desde que passou a defender maior liberdade para a blogueira cubana.

"Nos Estados Unidos dizem que, se Cuba der sinais de maior liberdade, vão acabar o embargo mais rapidamente. O embaixador de Cuba não responde mais a meus telefonemas, mas faço isso como amigo do povo cubano. O embaixador hoje deve estar dançando, aplaudindo a derrota do requerimento", disse Suplicy.

Última actualización el Jueves, 22 de Marzo de 2012 22:58
 
Opositor cubano Guillermo Fariñas pede encontro com Bento XVI PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 09 de Marzo de 2012 18:23

O opositor cubano Guillermo Fariñas pediu ao papa Bento XVI, que visitará Cuba neste mês, que se reúna com um grupo de dissidentes a fim de denunciar os abusos de direitos humanos que ocorrem na ilha.

MIAMI (ANSA) - Segundo o jornal norte-americano Miami Herald, o cubano pediu, por meio de uma carta, "o respeito aos direitos humanos e às liberdades individuais" no país.

Fariñas ainda solicitou que o Papa se reúna com jornalistas e blogueiros independentes e que peça a liberdade dos presos políticos, o fim da violência e o direto dos cubanos de entrar e sair da ilha.

"Como um discípulo de Jesus Cristo que é, aquele pobre carpinteiro sem riqueza material, mas multimilionário espiritualmente, estamos esperançosos que venha e se coloque ao lado de milhões de cubanos humildes e em seus sermões públicos critique aos milhares de cubanos poderosos", disse Fariñas.

Ainda segundo o ativista, em uma sociedade totalitária, "como a que se apresenta", estes papéis estão bem definidos. "Aqueles que vitimam são os opressores e as vítimas são os oprimidos, governados", explicou.

O diálogo que a Igreja Católica em Cuba vem promovendo com o governo local já resultou em diversas libertações de presos políticos desde 2010.

Fariñas recebeu, em outubro de 2010, o prêmio Sakharov, concedido pelo Parlamento Europeu a pessoas que se destacaram na defesa pela liberdade de expressão. Neste mesmo ano o jornalista passou 135 dias em greve de fome, pedindo a libertação de presos políticos que estavam doentes.


Leia mais sobre esse assunto em http://oreporter.com/detalhes.php?id=73228#ixzz1oe43xWww
©2009 - 2012. Todos os direitos reservados a O Repórter.com Ltda Me. Reprodução de conteúdo proibida sem autorização escrita dos editores do portal.
Última actualización el Viernes, 09 de Marzo de 2012 18:33
 
Cuba: aviões levarão peregrinos dos EUA para visita do Papa PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Domingo, 04 de Marzo de 2012 11:49

Cuba receberá pelo menos três aviões com peregrinos procedentes dos Estados Unidos, assim como fiéis, religiosos e personalidades da América Latina, para a visita que o papa Bento XVI fará no final de março à ilha, informou nesta quinta-feira um porta-voz da Igreja Católica da nação caribenha. O secretário adjunto da Conferência de Bispos Católicos de Cuba (COCC), monsenhor José Félix Pérez, disse que muitos cubanos e americanos deverão viajar para a ilha em função da visita do Pontífice, e que até o momento três aviões com capacidade para 250 pessoas estão programados para partir de Miami e Nova York.

No mês passado, a Arquidiocese de Miami informou que recebeu mil solicitações de viagens para Cuba e ressaltou a variedade de católicos que fizeram os pedidos. Pérez disse que viajarão para Cuba peregrinos de países como México, Espanha e Panamá, e que existem solicitações de aviões privados para transportar bispos e personalidades da América Latina.

Em particular, ele mencionou a viagem de cardeais do México, República Dominicana, Espanha e Estados Unidos. As declarações de Pérez ocorreram durante apresentação em Havana de uma carta de bispos feita para convidar os cubanos a receberem o papa e assistirem as duas missas que Bento XVI celebrará em Santiago de Cuba e na capital, em 26 e 28 de março, respectivamente.

O secretário e porta-voz da COCC ressaltou o caráter religioso da visita do pontífice, embora tenha reconhecido que o conteúdo político da viagem não será excluído, como ocorreu quando João Paulo II visitou a ilha, em 1998. Apesar disso, Peréz disse que a questão política não é importante para a igreja cubana neste momento.

Peréz disse que não sabe que repercussão teria no governo a mensagem que o Papa levará para Cuba, mas afirmou que com certeza algo poderá acontecer. O clérigo explicou que Bento XVI falará em Cuba sobre o amor cristão, a reconciliação e a união entre os cubanos Nossa Senhora da Caridade do Cobre.

O Papa viajará para a ilha como "peregrino da Caridade" por ocasião da celebração em 2012 do ano jubilar pelos quatro séculos da descoberta de Nossa Senhora da Caridade, patrona de Cuba. Pérez disse que o Papa não fará reuniões com grupos específicos e afirmou que um possível encontro com o ex-presidente Fidel Castro não está na agenda, mas não descartou essa possibilidade. Por outro lado, Bento XVI terá um encontro oficial com o atual presidente de Cuba, Raúl Castro.

 
COI aprova nacionalidade esportiva britânica à atleta de Cuba PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Martes, 13 de Marzo de 2012 18:32

Yamile Aldama foi campeã de salto triplo no Mundial Indoor disputado em Istambul (Turquia). Foto: Reuters

A atleta de origem cubana Yamile Aldama, nova campeã mundial de salto triplo, recebeu nesta terça-feira a permissão do Comitê Olímpico Internacional (COI) para participar dos Jogos de Londres 2012 como britânica, nacionalidade que obteve em janeiro de 2010.

Yamile, 39 anos, disputou provas de atletismo com três nacionalidades: cubana, sudanesa e britânica. Na semana passada, ela se proclamou campeã de salto triplo, como atleta da Grã-Bretanha, no Mundial Indoor disputado em Istambul (Turquia).

O COI concedeu também nacionalidade esportiva britânica ao ciclista de origem alemã Philip Hyndes, uma das grandes promessas mundiais da modalidade. Nos dois casos, as Federações Internacionais e os Comitês Olímpicos envolvidos aprovaram a medida.

A decisão do COI coincide com a polêmica aberta no Reino Unido sobre as várias naturalizações de atletas procedentes de outros países. A imprensa local batizou-os como "britânicos de plástico", após revelar que havia quem desconhecesse a letra do hino nacional.

O ministro do Esporte britânico, Hugh Robertson, teve de minimizar a polêmica ao dizer que os atletas terão de seguir o procedimento normal de naturalização, sem qualquer tratamento especial apenas para buscar aumentar o quadro de medalhas do Reino Unido.

Londres 2012 no Terra

O Terra, maior empresa de internet da América Latina, transmitirá ao vivo e em alta definição (HD) todas as modalidades dos Jogos Olímpicos de Londres, que serão realizados entre os dias 27 de julho e 12 de agosto de 2012. Com reportagens especiais e acompanhamento do dia a dia dos atletas, a cobertura contará com textos, vídeos, fotos, debates, participação do internauta e repercussão nas redes sociais.

 
Cuba substitui ministro da Cultura, que passa a assessorar Raúl PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Miércoles, 07 de Marzo de 2012 11:01

Cuba substituiu o ministro da Cultura, Abel Prieto, informou nesta terça-feira a mídia local, como parte da ampla reestruturação conduzida pelo presidente da ilha, Raúl Castro, desde que assumiu o poder em 2008.

HAVANA, 6 Mar (Reuters) - Prieto, um intelectual que dirigiu a pasta da Cultura por 15 anos, foi nomeado "assessor" do presidente Raúl, disse o jornal oficial Granma.

"O Conselho de Estado, conforme proposto por seu presidente, concordou em liberar do cargo de ministro da Cultura o companheiro Abel Prieto", disse a nota oficial publicada na capa do diário Granma.

A nota esclareceu que ele foi nomeado assessor do presidente cubano "dada a sua experiência e os resultados positivos obtidos no exercício de seu cargo."

Prieto será substituído no ministério por Rafael Bernal, quem ocupou o cargo de vice-ministro-primeiro de Cultura desde 1997.

Desde que substituiu seu irmão Fidel Castro na Presidência de Cuba há quatro anos, Raúl começou uma profunda revisão de seu gabinete, incluindo a substituição de ministros e a fusão ou fechamento de ministérios, com a intenção de reduzir a burocracia e tornar a gestão estatal mais eficiente.

(Reportagem de Rosa Tania Valdés)

 
«InicioPrev671672673674675676677678679680PróximoFin»

Página 671 de 727