Una decena de escritores cubanos presentan sus últimas obras en la Feria del Libro de Miami

La Feria del Libro de Miami en su jornada de este sábado acoge ...

Argentina busca desde el miércoles un submarino desaparecido con 44 tripulantes a bordo

La Armada argentina busca un submarino desaparecido con 44 tripulantes desde el pasado ...

Ledezma escapa del arresto domiciliario y sale de Venezuela

(Con informaciones de agencias).- El alcalde metropolitano de Caracas, Antonio Ledezma, escapó ...

Convocan en Zimbabue manifestaciones contra Mugabe

El presidente de Zimbabue, Robert Mugabe, salió este viernes por primera vez de un ...

Brasil reclamará ao Clube de Paris por calote venezuelano de US$ 262 mi

BRASÍLIA -Mergulhada em sua crise política e econômica, a Venezuela deixou de ...

Comença o Carnaval brasileiro hoje com desfiles das escolas de samba em SP PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 13 de Febrero de 2015 11:48

Os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial paulistano começam nesta sexta-feira (13) no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte de São Paulo.

Desfiles do carnaval em SP hoje

Os portões serão abertos às 17h e a programação terá início às 23h15, com o desfile da escola de samba Mancha Verde. Cada uma das 14 agremiações terá entre 55 e 65 minutos para percorrer toda a extensão da avenida. Além da Mancha, irão desfilar nesta sexta Acadêmicos do Tucuruvi, Tom Maior, Dragões da Real, Rosas de Ouro, Águia de Ouro e Nenê de Vila Matilde.



No sábado (14), será a vez de entrar na avenida Unidos de Vila Maria, Gaviões da Fiel, Mocidade Alegre, Império de Casa Verde, Acadêmicos do Tatuapé, Vai-Vai e X-9 Paulistana.

O Grupo de Acesso desfila no domingo (15), com mais oito apresentações: Tricolor Independente, Colorado do Brás, Unidos do Peruche, Camisa Verde, Imperador do Ipiranga, Morro da Casa Verde, Leandro de Itaquera e Pérola Negra. Diferente das agremiações do Grupo Especial, nesta categoria o tempo de desfile varia de 50 a 60 minutos. Neste ano, os critérios de avaliação de escolas de samba de SP estão mais flexíveis.

A escola levará para a avenida, a partir das 23h15 de sexta, o centenário do Palmeiras. Grandes ídolos do time alviverde serão homenageados. “Tem uma parte do samba enredo que fala de mim. Você parar de jogar e ter o carinho que eu tenho da torcida é uma coisa que me deixa sempre muito emocionado”, disse o goleiro Marcos, pentacampeão do mundo pela seleção.

A escola da Zona Norte levará à avenida, a partir da 0h25 de sábado, as marchinhas que animavam (e ainda agitam) os bailes e blocos de rua carnavalescos. “É um enredo que a gente vai contar a história do carnaval, um resumo da história do carnaval em cinco caros alegóricos. E as marchinhas vão ser o ritmo que vai embalar todo este espetáculo”, disse o carnavalesco Wagner Santos.

A alegria do universo infantil vai invadir a avenida, a partir das 2h45 com a Dragões da Real. “Teremos fadas, teremos duendes, teremos bruxas, teremos bruxos, teremos o grande continente perdido, a Atlântida. Teremos várias coisas que as pessoas duvidam da sua existência”, disse o carnavalesco Flávio Campelo.

No fim da madrugada de sábado, a escola de samba vai entrar na avenida homenageando os japoneses e sua relação com o Brasil. “A Águia vem fazendo uma grande celebração de dois povos amigos, Brasil e Japão, 120 anos de união”, afirmou o carnavalesco Claudio Cebola. A escola vai ressaltar o taiko, um tambor oriental típico. “É um instrumento de marcação, então tem tudo a ver com o samba”, afirmou o mestre Juca. Os integrantes da bateria irão fantasiados de tocadores de taiko. Além disso, ele vai ser homenageado em alegorias e até numa ala. “Vou tocar e sambar”, disse Mitsue, um dos músicos que irão desfilar.

A madrinha de bateria, a bela Miku Oguchi, por sinal, é japonesa. A jovem aprendeu a sambar no Japão. É lá que tem o maior carnaval fora do Brasil, o Asakusa. Que, é claro, vai ser homenageado pela Águia de Ouro. “Hoje o Japão tem escola de samba, tem sambista, passista, bateria, porta-bandeira, tocam cavaquinho, baixam música brasileira”, disse o carnavalesco Amarildo. Em um carro a escola vai falar do fenômeno mundial dos mangás, que são histórias em quadrinhos feitas no país. Também vai abordar os robôs e a tecnologia de ponta, a fé e a superstição.

G1

 

Última actualización el Sábado, 14 de Febrero de 2015 13:41
 

Add comment


Security code
Refresh

LA NUEVA OPOSICION : MUY EXITOSA EN NUE

Indicado en la materia

Por Santiago Cárdenas.- Los  Marcell Felipe, Rosa  Payá, Orlando Gutiérrez - Boronet, Andres  Reynaldo,  Juan ManuelCao, Gustavo Morell- Ruiz, Marco  Rubio, Carlos Curbelo, Lilo Vilaplana y muchos otros se nos ...

El socialismo, su total derrota no signi

Indicado en la materia

Por: Dr. Alberto Roteta Dorado.- Del mismo modo, y siguiendo los pasos de la URSS y Europa Oriental, el socialismo se fue desmoronando en América Latina. Hoy solo quedan naciones ...

La revolución bolchevique: un siglo de f

Indicado en la materia

Por CARLOS A. MONTANER.-  Hace 100 años triunfó la revolución bolchevique en Rusia. Para quien quiera entender qué sucedió y cómo, todo lo que debe hacer es leer Lenin y el totalitarismo (D...

El proyecto Convivencia cumple una décad

Indicado en la materia

Por Yoani Sánchez.-  Era abril de 2007 y corrían días oscuros. La parte más inmovilista de la Iglesia católica intervino la revistaVitral y la alejó de su marcada misión social. Ante el...

ATAQUES SÓNICOS EN LA HABANA: UNA HIPÓTE

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  El análisis lo haré sobre la base de la siguiente pista: ¿quién se beneficiaría de la crisis que estos ataques provocarían? Con esta premisa deducimos que hay do...

Una salida económica para el actual desa

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Estados Unidos comercializa su gasolina mezclada con un 10% de etanol, con intenciones de elevar la mezcla hasta un 15% de etanol; Brasil lo hace con un ...

EL FRACASO DEL CASTRO-SOCIALISMO

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  En una sociedad libre, si el estado decide que los recursos disponibles los va a dedicar al sector del turismo extranjero, debe haber libertad para que el re...