Restringidas desde su concepción: nacen en Cuba las micro, pequeñas y medianas empresas privadas

En medio de un caos económico que amenaza con el estallido inflacionario y ...

Brasil superó las 500.000 muertes por COVID-19 y los expertos advierten sobre la inminente llegada d

Brasil superó este sábado el listón de los 500.000 muertos por COVID-19, ...

Nicolás Maduro confirmó negociaciones con la oposición en Venezuela: “Habrá nuevas garantías para la

Nicolás Maduro confirmó las elecciones del 21 de noviembre en Venezuela y ...

Israel advirtió que Ebrahim Raisi, el nuevo presidente de Irán, “radicalizará la política nuclear y

El jefe del Comité de Defensa y Asuntos Exteriores del Parlamento israelí, ...

Ministério Público pede ao TSE para multar Bolsonaro por propaganda eleitoral antecipada

O Ministério Público Eleitoral apresentou uma ação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ...

Médico cubano no Brasil deve ganhar o mesmo que em Cuba (70 Reais/mês) diz governo brasileiro PDF Imprimir E-mail
Escrito por Indicado en la materia   
Viernes, 13 de Septiembre de 2013 08:50

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, afirmou nesta quinta-feira (22) que os médicos cubanos que virão para o Brasil devem ganhar o mesmo que em Cuba


O governo não sabe quanto dos R$ 10 mil Reais que Brasil paga ficará com os médicos e quanto irá para o governo cubano. A declaração foi feita em uma reunião nesta quinta-feira (22) com representantes dos municípios de São Paulo sobre o programa federal.

 

74% deles deverão trabalhar nas regiões Norte e Nordeste, em locais que não forem escolhidos nem pelos médicos brasileiros nem pelos estrangeiros que participam do programa Mais Médicos.

Segundo Barbosa, o Ministério da Saúde cumpriu o cronograma e deu primeiro "total prioridade" aos médicos brasileiros.

"Por nós, todos os 15 mil postos seriam ocupados por brasileiros", disse.

Depois disso, foi dada a opção para os médicos estrangeiros optarem para onde queriam ir.

"Mesmo assim, não conseguimos preencher (tudo), estamos só com 15% da necessidade (atendida)", afirmou.

O secretário explicou que, agora, a pasta inicia acordos bilaterais para direcionar o atendimento de demandas específicas.

"Eles (médicos oriundos de acordos bilaterais) estão vindo para aqueles locais em que o Brasil indica que precisa", explicou.

Remuneração dos cubanos
De acordo com Barbosa, o governo brasileiro não tem informação sobre o valor exato que os médicos cubanos devem receber pela atuação no Mais Médicos. Segundo o secretário, eles deverão ter o mesmo salário que recebem trabalhando em Cuba ou em outras missões no exterior.

Pelo acordo firmado entre o Ministério da Saúde e a Organização Panamericana de Saúde (Opas) para contratar 4 mil médicos cubanos, o governo brasileiro pagará à Opas o valor equivalente à remuneração dos demais profissionais do Mais Médicos (R$ 10 mil), e a organização repassará esse dinheiro para o governo cubano.

"Não podemos pagar diretamente ao médico cubano. O governo cubano só aceita enviar médicos sob a forma de um acordo bilateral, e é isso o que está sendo feito", disse Barbosa. Questionado sobre as declarações de entidades médicas brasileiras, que mostraram preocupação com as condições de trabalho dos profissionais cubanos, ele enfatizou que os médicos estão vindo para o Brasil voluntariamente.

Segundo Barbosa, o Brasil já recebeu médicos cubanos em situação parecida na década de 1990.

"Cuba já faz esse tipo de cooperação há muito tempo. Já teve inclusive com o Brasil na década ade 1990 e em vários outros países do mundo. Eu desconheço qualquer caso em que os médicos cubanos se insubordinaram ou não trabalharam de maneira adequada. Pelo contrário. Quando trabalharam no Brasil, tendo a formação específica em atenção básica, eles prestaram um excelente trabalho", disse".

Barbosa afirmou que os profissionais cubanos têm pleno domínio da língua portuguesa e que o idioma não deve ser uma barreira para a atuação dos médicos. Quando chegarem ao país, farão nova avaliação e aqueles que não atenderem a todos os critérios serão automaticamente desligados do programa.

"O programa não prevê ter um tradutor junto do médico na hora de prestar atendimento", afirmou.

Questionado sobre o risco de os médicos permanecerem no país após o programa, atuando sem a devida validação do diploma, o secretário assegurou que eles não terão validação plena para trabalhar no Brasil fora do contexto do Mais Médicos.

"Isso, inclusive, é uma cegueira de algumas entidades médicas. Eles não tiram postos de médicos brasileiros", disse.

Tomado de GLOBO.COM

Última actualización el Viernes, 13 de Septiembre de 2013 08:56
 

Add comment


Security code
Refresh

Cuba en marcha atrás: la gente vive meno

Indicado en la materia

Por ROBERTO ÁLVAREZ QUIÑONES.-  El régimen nunca lo va admitir y tampoco hay forma de probarlo médicamente con datos precisos, debido al control enfermizo que tiene la dictadura castrista de todo ...

Cuba y los dólares: el régimen implement

Indicado en la materia

Por EMILIO MORALES.- Ahogado por su propia incompetencia en el manejo de las finanzas y la economía del país, el régimen cubano acude nuevamente al viejo truco de asustar para robar y someter a ...

Humanitarismo en Cuba sí, colaboracionis

Indicado en la materia

Por JUAN ANTONIO BLANCO.- En medios políticos de EEUU y de la Unión Europea (UE) se elevan voces que llaman a adoptar medidas humanitarias de emergencia para ayudar al pueblo cubano en la ac...

¿Por qué el Gobierno se queja de que se

Indicado en la materia

Por RAFAELA CRUZ.-  En shock dejó a los cubanos la noticia de que después del 21 de junio el Banco Nacional no aceptará más depósitos de dólares en efectivo. Sorprende tal anuncio ...

Algo se cocina entre Washington y la Hab

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Cualquier conversación con la dictadura cubana en estas circunstancias es para consolidarlos en el poder. La dictadura cubana carece totalmente de futuro en estos momentos decisivos y no...

El octavo congreso (el último) de los co

Indicado en la materia

Por Jorge Hernández Fonseca.-  Parto de la tesis de que “el castrismo contiene, como todo régimen comunista, el germen de su propia autodestrucción”. Del Reino Unido nos llegan noticias de la pr...

Los Golpes de Estado: de Napoleón Bonapa

Indicado en la materia

Por Santiago Cárdenas.-  Fue Malaparte. Curzio. El escritor europeo más influyente y conocido durante la II Guerra Mundial y en los años de sus terribles secuelas, quien en su libro epónimo, ”L...